fbpx

Se você está aqui, com total certeza já sabe esse termo do Marketing e quer aprender como desenhar uma imagem do seu cliente para ter uma campanha que dê retorno e resultados.

Uma persona bem feita, clara e detalhada, não vai apenas trazer muito mais clareza para criar suas campanhas, mas também vai proporcionar uma coisa que poucas empresas têm…

Mesmo as maiores empresas do mercado, pecam com essa única coisa.

Conexão com o público

Se você tem uma persona clara, toda a sua comunicação passa a ser direcionada para aquela persona.

Consequentemente, o seu nível de conexão passa também a ser incrivelmente maior.

E a partir dessa conexão, que vai acontecer o que uma empresa mais quer…

VENDAS LUCRATIVAS!

Mas antes de continuar, deixa só eu contextualizar um pouquinho e esclarecer A Confusão que muitas pessoas têm quando vão criar uma persona.

A grande confusão: Persona x Público Alvo

É muito comum as pessoas confundirem a criação de uma persona, com a criação de um público alvo.

À primeira vista, os dois podem ser iguais, mas eles são fundamentalmente diferentes e você vai descobrir agora quais são essas diferenças e como seu negócio pode se beneficiar de cada uma dessas ferramentas.

Público Alvo

Começando pelo Público Alvo, ele é definido de tal forma onde o principal foco é entender onde seu público está e quais são as características macro dele.

Então para criar o Público Alvo levaremos em consideração informações como:

  • Dados demográficos
  • Informações sociais
  • E teremos uma abordagem mais abstrata

Cada uma dessas pontuações define a visão que você terá sobre seu público.

A criação do público alvo desta forma, pode ajudar muito inclusive na criação das suas campanhas de anúncios no Facebook e outras campanhas de anúncios.

Veja aqui abaixo um exemplo de um Público Alvo:

  • Homens e mulheres, de 30 a 50 anos
  • Casados
  • Graduados ou pós graduados
  • Com renda estimada de R$ 5.000
  • Gostariam de estudar para se atualizar com o mercado
  • Sem abrir mão de momentos com a família e viver uma vida mais sadia e calma
Persona

Agora sobre a Persona, você verá claramente que diferente do Público Alvo, ela é definida com o foco em ter informações para criar uma conexão direta e próxima.

Então para criar a Persona levaremos em consideração informações como:

  • Dados mais tangíveis;
  • Experiências e vivências diárias;
  • Tudo isso, com o principal intuito de ter informações amigáveis;

Cada uma dessas pontuações define a visão que você terá sobre seu público.

A criação do público alvo desta forma, pode ajudar muito inclusive na criação das suas campanhas de anúncios no Facebook e outras campanhas de anúncios

Veja agora um exemplo de uma Persona:

  • Marilia dos Santos tem 31 anos
  • Mora em São Paulo
  • Formada em marketing pela ESPM
  • Trabalha para um canal de tv por assinatura
  • Se preocupa com as atualizações constantes do mercado
  • Sempre faz cursos para se manter atualizada
  • Casada
  • Tem um 1 filho pequeno
  • Entende que cursos de EAD (Ensino a distância) são a melhor maneira de conciliar a vida profissional com a pessoal, sem perder uma rotina mais calma.
Resumindo…

Cada uma das duas metodologias são diretamente complementares.

Caso queira realmente ter resultados é ideal que use as duas metodologias, pois o público alvo é o início da sua construção de negócio.

A partir dele, você pode entender e construir de uma forma mais certeira a minha persona.

POR ONDE EU COMEÇO?

Para que você crie sua Persona e seu Público-Alvo de uma forma assertiva, temos que primeiramente juntar informações referentes às pessoas que compram, ou vão comprar o que você vende.

Pensando nisso, temos três caminhos que podemos seguir:

  • Pesquisa no Instagram
  • Pesquisa com clientes
  • Pesquisa Paga

Apenas para esclarecer, nenhuma dessas opções é excludente, se puder, faça os três tipos de pesquisa para entender todos os âmbitos que seus clientes tem de pensamento e visão de negócio.

O que perguntar na pesquisa?

Entenda como o que você vende, seja produto ou serviço, ajuda essa pessoa a alcançar sua meta, seu desejo primitivo.

Trouxe algumas perguntas simples que vão te ajudar a ter essa clareza de uma forma mais fácil, ainda hoje. Como por exemplo:

  • Quem é o seu potencial cliente? (características físicas e psicológicas do responsável pela compra)
  • Que tipo de assunto interessa a ele sobre o seu segmento?
  • Quais são as atividades mais comuns que ele realiza (tanto pessoalmente quanto profissionalmente)?
  • Qual seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos?
  • Que tipo de informações ele consome e em quais veículos?
  • Quais são seus objetivos, suas dificuldades e desafios?
  • Como podemos ajudá-lo?
Perguntas Importantes

A maneira mais fácil de escrever para vender é quando você escreve sobre a vivência do seu público.

Exemplo: A pessoa quer perder peso.

Perguntas chave para identificar a situação da pessoa:

  • O que ela está pensando no dia a dia?
  • Quais são as coisas que acontecem ou aconteceram com ela?
  • Como ela tenta resolver o problema?
  • Como ela já tentou resolver e não conseguiu?
  • O que ela sente quando não consegue resolver?
Onde pode perguntar?

Existem plataformas simples e fáceis de utilizar para conseguir capturar as respostas de seus clientes de forma simples e fácil, como por exemplo:

Google Forms

Link: http://forms.google.com/

100% Gratuito, mas opções como enviar anexos, pedem obrigatoriedade em ter um Gmail.

Typeform

Link: https://www.typeform.com

Gratuito até desde que tenha até 10 perguntas por formulário criado, tem um visual mais moderno.

Survey Monkey

Link: https://www.surveymonkey.com/

O mais antigo das opções, gratuito, com muitas otimizações ao longo dos anos.

Qual o próximo passo?

Logo após obter todas as informações vindas das pesquisas efetuadas e reflexões internas, você precisa sentar e dar o próximo passo.

Juntar as respostas comuns para transformar os dados capturados em informações relevantes para o seu negócio.

Dividimos essas informações em três partes principais:

  • Dados demográficos (Idade, Localização, Gênero)
  • Problemas e necessidades em comum 
  • Desejos em comum 

Categorizando e organizando todas essas informações, ficará muito mais fácil para que você dê o próximo passo e já comece a entender muito mais claramente quem será o principal beneficiário de adquirir seus produtos ou serviços.

Mapa da Empatia – A Cartada Final

Para finalizar a criação da Persona Perfeita, utilize o Mapa da Empatia.

Com essa ferramenta, você vai conhecer muito melhor o que seu cliente sente, a personalidade, como compreendê-lo e também ficará muito mais claro como se conectar com ele.

Todo o mapa, é baseado em 6 perguntas simples que você consegue ver na imagem abaixo:


Vamos fazer um post especial explicando somente como usar da melhor forma o Mapa da Empatia, então já se prepare que vem ainda mais conteúdo bacana para você!

Se gostou desse post e quer ver ainda mais conteúdo bacana como esse é super simples.

Curta e deixe um comentário!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *